InícioBem-EstarComo saber se estou grávida?

Como saber se estou grávida?

Algumas dúvidas mexem com a nossa cabeça, seja pela vontade de ter um filho logo, ou pelo medo de colocar alguém no mundo no momento. Descubra os métodos para saber se você está grávida ou não aqui

O receio ou a ansiedade de descobrir se você está grávida ou não é inerente a todas nós. Em algum momento de nossas vidas, passamos por essa fase, mas os sentimentos que acompanham a dúvida são diferentes em cada uma. Há as que não veem a hora de finalmente criar um pequeno ou uma pequena, de constituir uma família, de conceber o ato mais sublime de nossa existência: a geração da vida.

Mas também aquelas que não estavam planejando por isso para o momento. Cuidar de uma criança é, sem dúvidas, uma das maiores responsabilidades que temos em nossas vidas. Toda a nossa jornada é alterada pela presença do mais novo integrante da família, a preparação psicológica deve ser intensa, assim como tentamos sempre, ao máximo, oferecer as melhores condições possíveis à cria. 

De uma forma ou de outra, o questionamento aparece sempre de forma implacável, misturando tensão e ansiedade, receios e realizações. Vamos então, para ao menos tentar controlar um pouco desses sentimentos, descobrir formas de saber se você está grávida ou não.

mulher-com-a-mão-na-barriga-grávida

Fique atenta aos sinais

É a primeira forma de perceber se você está esperando pelos nove meses mágicos (muitas vezes desconfortáveis, outros dolorosos), ou se ainda não é hora para isso. Fique atenta a como o seu corpo vai reagir no dia a dia, durante as atividades cotidianas. 

Enjoos, náuseas, vômitos e fadiga

Acordar com enjoos intensos, por exemplo, é um dos primeiros recados que o seu organismo está te mandando. Vômitos e náuseas constantes também fazem parte do pacote. Para quem já está mais atento, o sinal de alerta já foi ligado há algum tempo. Além disso, é possível que sinais de fadiga e cansaço extenuante já tenham mostrado suas caras, além das dores nas costas.

Menstruação atrasada

Antes disso, aliás, vem a primeira indicação de que estamos grávidas: A menstruação atrasada costuma ser, olhado de forma realística, o pesadelo de muitos casais jovens que ainda não se sentem completamente preparados para o filho que está chegando, isso quando formam um casal de verdade, o que não é sempre o caso.

Irritação e emoções descontroladas

Uma TPM tonificada também passará a fazer parte de seus dias. Se você achar que as emoções andam demasiadamente à flor da pele, é bom ir checar isso logo. Alguns sintomas físicos também podem ser sentidos, como os seios constantemente doloridos e rígidos, assim como a parte inferior da barriga, exatamente onde fica o útero.

Banheiros e mais banheiros

Junte tudo isso com idas mais do que usuais ao banheiro e voilà, a chance de você estar grávida é pra lá de alta. Os sintomas vão aparecendo de forma gradual, nem sempre tão coordenada, mas a junção de dois deles já é o suficiente para fazer com que você passe a prestar boa atenção ao que está acontecendo ao seu corpo.

Hora de tirar o diagnóstico

Se você passou a notar alguns desses sintomas alterando o seu estilo de vida, bom, não tenho dúvidas de que o pensamento já foi longe, inclusive com a tentativa de lembrança de qual foi o última relação sexual sem camisinha, ou com a preocupação por ter parado de tomar anticoncepcional, enfim, tudo isso vem à tona, e deve vir mesmo, até para tentar estipular datas e períodos.

Como a dúvida para saber se está grávida ou não já bateu mais do que forte, resta então partir para um dos testes confiáveis que removem essa incógnita de uma vez por todas. Aliás, antes disso, entenderemos qual é o hormônio que serve como “dedo de seta” para tirarmos a conclusão final.

hCG  

Esse é o hormônio que entrega que algo de diferente está acontecendo em nosso organismo. Gonadotrofina Coriônica humana é o nome científico, por isso, manteremos como hCG mesmo. É o hormônio da gravidez por um simples motivo: Apenas notamos sua presença em nossos corpos, isso é, sua produção só tem início quando o óvulo está definitivamente implantado no útero.

O hCG protege a formação do feto funcionando de forma muito semelhante ao da placenta, que é produzida de forma definitiva um pouco depois. Sendo assim, no início da gravidez, o hCG é “fabricado” em nosso organismo com mais velocidade, garantindo que tudo fique bem.

É dessa forma que os testes conseguem diagnosticar de forma efetiva a presença ou não de um pequeno feto no útero. Para termos uma boa noção de como as coisas funcionam, devemos entender que o aborto espontâneo é a falta desse hormônio, já que ele é o responsável por garantir que a menstruação não venha uma vez mais, renovando com outra ovulação.

Testes de farmácia

Bom, vamos então de volta ao diagnóstico que tanto queremos tirar depois de sentir todos aqueles sintomas. Será que adivinhamos que sua primeira intenção é a de fazer o teste da farmácia, a mais prática e rápida entre todas. Na verdade, nada contra eles, já que eles possuem uma boa porcentagem de assertividade, principalmente se a situação já estiver consumada há algum tempo.

O fato é que, mesmo depois que você receber a notícia, independentemente de como ele foi recebida, é essencial realizar o exame de urina ou o de sangue, mas dificilmente o resultado será diferente, até porque os de farmácia são muito similares ao primeiro citado.

Por exemplo, o teste com digitais é realizado através da urina, medindo a quantidade do nosso amigo hCG em seu corpo. Dependendo da marca que você estiver usando, é possível até dar uma checada em quantos meses de gestação já foram até o momento. 

Nos testes de tira, aqueles mais tradicionais, o processo também é praticamente o mesmo, mas por conta dos materiais utilizados na identificação do hCG, a confiabilidade não é exatamente a mesma. Se na hora de conferir a linha dupla, bom, já sabemos o que significa.

mãos-segurando-teste-de-gravidez

Exame de urina

Processo similar ao que é feito nos testes de farmácia, diferente apenas pelo fato de que o diagnóstico é realizado diretamente por um médico, ou seja, chance zero de erro. Basta uma coleta de urina e pronto, é só esperar.

Exame de sangue

O exame de sangue é a forma definitiva, estipulando todos os detalhes da gravidez e da produção do hCG, que nos levam a saber exatamente quantas semanas (ou meses) de gravidez já se passaram. Os níveis variam de 25 a 50 mUI/mL na primeira semana até 5.000 mUI/mL a 200.000 mUI/mL quando já estamos entre seis e oito semanas de gravidez.

Sangramento é menstruação 

Se você estiver na dúvida enquanto sente os sintomas, não confie 100% em uma suposta menstruação, que pode durar até três dias, já que é normal sangramentos como esse no início da gravidez. Faça os testes assim que bater a desconfiança e o atraso, mesmo que você tenha tomado pílula do dia seguinte, já que nenhum método é 100% efetivo.

Artigos Relacionados

Mais populares